Sabes qual é o teu tipo de olheira?

Sabias que nem todas as olheiras são iguais? É verdade, primeiro tens de descobrir qual é o teu tipo de olheira para depois a tratares correctamente. Por isso, aqui estou eu para te ajudar.

tipo olheira

O que são olheiras?

As olheiras representam um grande problema para muitas pessoas. Sendo que um dos principais problemas é que muitas pessoas tendem a querer solucionar este problema apenas com maquilhagem e, nem sempre com os melhores produtos. Mas a verdade é que todo começa com uma boa rotina de cuidados de pele.

Neste artigo podes ver a definição de olheiras e alguns truques rápidos para as disfarçar. Clica aqui para saber mais.

Que tipos de olheiras existem?

De modo geral, existem três tipos de olheiras. Nomeadamente:

  • Olheiras vasculares – Este tipo de olheira caracteriza-se por ter um tom azulado/aroxeado. Ou seja, estas pessoas têm normalmente a pele mais fininha nesta zona e é possível ver os vasos sanguíneos. Por exemplo, este é o meu caso. Consigo ver as minhas veias tanto na zona da olheira como na pálpebra.
  • Olheiras pigmentadas – Estas olheiras são normalmente mais escuras devido ao excesso de melanina. Regra geral a cor predominante é o castanho.
  • Olheiras profundas ou estruturais – Como o próprio nome indicada, este tipo de olheira tem uma maior profundidade. Ou seja, dá a ideia de haver um “buraco” naquela zona.

E então, já consegues identificar qual é o teu tipo de olheira? É ainda importante referir que podes ter uma combinação de dois tipos. Como por exemplo, olheira vascular e profunda. Ajudei?

Como melhorar o aspecto das olheiras?

Na maior parte dos casos existem alguns ingredientes que podem ajudar a melhorar o aspecto das tuas olheiras consoante o tipo de olheira que tens. Como por exemplo:

  • Olheiras vasculares – Aposta em produtos ricos em cafeína e vitamina K;
  • Olheiras pigmentadas – A vitamina C é o teu melhor aliado porque ajuda a clarear. Além disso, um tratamento com BB Glow também é uma boa opção;
  • Olheiras profundas ou estruturais – Infelizmente neste caso não existe propriamente um ingrediente que possa ajudar. O ideal será mesmo um procedimento estético com ácido hialurónico.

Ainda ficaste com dúvidas sobre este tema? Então não te esqueças de deixar um comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo